Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




por A senhora do gatinho, em 27.06.14

Descontos de 30% na TOUS - último dia!

Para quem, tal como eu, tem uma paixão profunda e muito intensa pela TOUS e, em especial, pelo ursinho nas suas diferentes cores e formatos - joalharia, malas e acessórios, hoje é o último dia com descontos de 30%.  

Coisa mais linda!
Para quem não gosta do ursinho (ele há gente para tudo!), existem outras peças, também de cair para o lado.
Açorianas e Açorianos, não esqueçam que temos uma hora a menos que o Continente, por isso é provável que para nós os descontos terminem às 23h. E claro que estou a falar da loja online, até porque não temos cá outra.
Como vêem, a senhora do gatinho é amiga e quer ver muitos ursinhos e outras peças (sem ursinho, vá) lindas a passear cá na ilha.
=^.^=

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:52


por A senhora do gatinho, em 26.06.14

Menos 1 ponto para o Gana

A maioria dos jogadores do Gana não sabe o hino do seu país. Enquanto uns olham para o chão, outros olham para o céu e outros disfarçam com um grande sorriso. Ai ai...

=^.^=

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 17:00


por A senhora do gatinho, em 26.06.14

Diálogos possíveis quando a humidade é de 94%

Eu: - Achas que algum dia haverá uma linha de Metro cá em São Miguel?
Ele: - Gostava de visitar o Pantanal

E por cá a temperatura não é tão elevada como em Manaus...
Admiro todos aqueles que conseguem ter algum tipo de raciocínio, e ainda correr e dar pontapés numa bola, sob humidade elevada.

=^.^=

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:23


por A senhora do gatinho, em 23.06.14

Bom dia!

A minha sugestão para o Pequeno-almoço:
Iogurte natural
Mirtilos
Granola à la senhora do gatinho, com pepitas de chocolate
(Andar a ler livros de nutrição e blogues de dieta, dá nisto)

=^.^=

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:44


por A senhora do gatinho, em 23.06.14

Enquanto há vida, há esperança

E é isto. Esperança.
=^.^=

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 01:08


por A senhora do gatinho, em 22.06.14

Força Portugal!

Cá em casa já estamos preparadas para o jogo.

Embora me pareça que alguém vai adormecer antes das 22h... sim, cá começa às 22h. Vantagens de estarmos na terra do Pauleta. FORÇA PORTUGAL! 
=^.^=

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 21:42


por A senhora do gatinho, em 22.06.14

Ando de olho nisto #2

Mais uma vez é uma mala. Mas é tão lindinha...

É da OYSHO, essa loja super fofinha, amiga das Açorianas que não têm uma OYSHO por perto.

=^.^=

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:32


por A senhora do gatinho, em 21.06.14

Em modo "suspiro"

Passo a inverno a suspirar por Lisboa, mas depois lembro-me de quando estava em Lisboa e, nesta altura do ano, suspirava pelos Açores.

Visto que estou nos Açores, à partida já deixava de suspirar, pelo menos até ao próximo inverno. Mas não, nada disso. Estou em São Miguel, ilha com muitos encantos, é certo, mas conto os dias (e ainda faltam muitos dias) para voltar ao meu Faial. Está visto que nasci para suspirar.

 

Digam lá se não é absolutamente maravilhoso? 

 (A foto foi surrupiada da net)

 

=^.^=

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:50


por A senhora do gatinho, em 20.06.14

Descoberta do ano: os pinypon já têm boca!

(Aviso prévio: este post só fará sentido a quem foi criança (vá, quem brincou) nos anos 80. Para os outros, temos pena que não tenham nascido mais cedo... é a vida!)

 

Hoje, enquanto soprava (de desespero) na fila de uma bomba de gasolina, olhei para uma prateleira de brinquedos (estou expressamente proíbida de olhar para as prateleiras das bolachas) e fiz a grande descoberta dos últimos tempos. Não, dos últimos anos: os pinypon de hoje em dia têm boca, mãos e pernas!

Eu adorava brincar com os pinypon. Esses bonecos, outrora de grandes cabeçorras coloridas, ocuparam durante anos o 2º lugar no meu pódio de brinquedos preferidos. Em primeiro lugar estavam as Barbies, com os seus vestidos e sapatos, e em terceiro as Barriguitas que, apesar de fofinhas e tal, tinham aquela tendência para a obesidade, o que me causava sentimentos ambivalentes.

Pelo que me era dado a perceber na altura, os pinypon eram muito mais baratos do que as Barbies (na minha infância, a Barbie era uma boneca extremamente cara, já para não falar nos acessórios. Felizmente tinha uma avó nos EUA que todos os anos me trazia acessórios da Barbie. Aliás, foi ela quem decidiu que eu já estava demasiado crescida para bonecas e, temendo que continuasse nas Barbies até ao secundário, passou a oferecer-me roupa - erro, grande erro -, desde então virei-me para as roupas e tem sido um desatino). Assim, apesar de ter muitos pinypon (era um presente recorrente), e de gostar de brincar com eles,  quanto a mim tinham três grandes problemas. O primeiro é que não tinham boca. Está certo que a Hello Kitty também não tem boca e todos a acham fofinha (bem, quase todos, há aqueles com teorias macabras para a ausência da boca, um dia escrevo sobre isso), pois como é uma gata desculpa-se, podia dar-se o caso de ter tanto pêlo que a boca fica escondida. Mas os pinypon não, eram mulheres e homens (sim, sim, pareciam meninas e meninos estáticos mas tinham um filho, um bonequinho mais pequenino e careca num carrinho de bebé, e também tinham casa e um monte de coisas que, à partida, os pais adolescentes não conseguem ter). Então, como não tinham boca? Caricato mesmo é que os cavalos tinham boca, as ovelhas tinham boca, os coelhos tinham boca (os pinypon tinham uma quinta, ok?), até o cão cor-se-rosa tinha boca, mas eles não. Confesso que, com canetas de feltro, fiz várias tentativas de bocas nos meus, mas nunca resultou. O segundo problema era os braços e as pernas totalmente estáticos e da cor das jardineiras que usavam. Aquilo também me fazia muita confusão, cadê as mãozinhas, senhores? E sempre de jardineiras? Claro que vestir jardineiras é espetacular, mas no verão faz calor, bolas. E o biquini e o calção de banho, veste-se por cima das jardineiras? Claro que não! Por último, o terceiro (grande, literalmente grande) problema: a cabeçorra. Para já, muitos tinham cores improváveis de cabelo, como cor-de-rosa, verde e azul (nessa altura ainda não conhecia a Wanda Stuart, o que foi uma pena, pois até tive uma pinypon cantora, nem aquela senhora de cabelo verde do SCP), e as pinypon mulheres (claro, mulheres, é sempre com as pobres das mulheres, até nos brinquedos) tinham um problema ainda maior: quando se tirava aquele "capacete" que fazia de cabelo, ficavam com uma cabeça em forma de cilindro, tipo alien, verdadeiramente assustadora.

Tirando isso, eram super fofinhas!

 

A minha primeira pinypon era igual a esta, que encontrei na net, e trazia uma mochila amarela (também estática, que se encaixava e desencaixava nas costas) e um cão cor-de-rosa. Apesar da falta de boca, da cabeçorra, e de todo o corpo ser da cor das jardineiras, traz-me muito boas recordações.

 

E os pinypon de hoje em dia, tcharam:

 

 

=^.^=





Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:39


por A senhora do gatinho, em 18.06.14

Aqui há gato #3

Encontrei no site da PULL&BEAR esta Sweatshirt com gatos, tão fofinha! 

Bom dia!

=^.^=

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:46

Pág. 1/3



"Espalhou-se logo a notícia de que uma cara nova se passeava pela marginal: uma senhora com o seu gatinho" [adaptado de Tchékhov].

Mais sobre mim

foto do autor






subscrever feeds