Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




por A senhora do gatinho, em 03.09.14

A chuva é inimiga das boas intenções

Depois de ter andado a praticar o pecado da gula por mais de 15 dias, decidi que hoje iria (re)começar a ter mão em mim. Para além de iniciar o dia com um pequeno-almoço mais saudável, passaria a ir a pé para o trabalho. Sairia de casa muito mais cedo e assim faria a minha primeira caminhada do dia, mesmo que o passo não fosse propriamente acelerado (que uma pessoa é limpinha e por isso também não quer chegar ao trabalho encharcada em suor). E assim fiz, roupa fresquinha porque isto aqui é terra mais para ananases do que para pessoas, sandálias confortáveis, mala, óculos de sol (sempre!) e ala que se faz tarde (mentira, até era cedo). Assim, ia eu toda contentinha e airosa por estar a cumprir um objectivo traçado, quando sinto um pingo na testa. Não liguei, afinal o dia até não estava muito nublado (para variar). Mas depois senti outro, e outro e, praticamente sem aviso, começa uma chuva torrencial (daquelas que provocam inundações). Em poucos segundos fiquei encharcada até aos ossos. E quando digo até aos ossos, é mesmo até aos ossos, pois nem a roupa interior escapou a tamanho dilúvio.

O resto da história foi fazer a pé todo o caminho de volta, debaixo de uma chuva torrencial, trocar de roupa, sapatos, mala , secar o cabelo, meter-me no carro e, aí sim, ala que se faz tarde!

Uma pessoa até tem boas intenções, bolas.

=^.^=

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:44


2 comentários

De r i t i n h a a 05.09.2014 às 09:31

Valeu a intenção =)

Comentar post



"Espalhou-se logo a notícia de que uma cara nova se passeava pela marginal: uma senhora com o seu gatinho" [adaptado de Tchékhov].

Mais sobre mim

foto do autor