Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




por A senhora do gatinho, em 28.04.14

Smile

E chegou ao fim o Dia Mundial do Sorriso (há mesmo um dia para tudo!).  Então, pus-me a pensar nos vários tipos de sorriso. Há pessoas que têm uma expressão facial que parece que estão sempre a sorrir, são os chamados "todo(a) sorrisos". Admito não fazer parte deste grupo, o que é uma pena, ou não, pois pode ser bastante embaraçoso estar com ar bem disposto e sorridente numa situação em que tanto o próprio como as pessoas à volta, estão tristes. Podem ser chamados de insensíveis ou "aquele-que-não-tem-a-noção" e, afinal, nem têm culpa de ter uma cara fresca e sorridente. Coitados.  

Depois, há os que não tendo uma fisionomia propriamente "sorridente", sorriem com aparente facilidade. Digo aparente porque, a meu ver, às vezes parece que fazem um esforço enorme para parecerem sempre bem-dispostos. São extremamente, ou exageradamente, bem-educados. Capazes de sorrir para o polícia que acabou de lhes passar uma multa de estacionamento nos 5 minutos que pararam o carro para ir à farmácia comprar aspirinas. As palavras desculpe e/ou obrigada costumam acompanhar estes sorrisos.

Também há os seletivos, ou seja, os que fazem uma seleção para a distribuição dos sorrisos. Não é qualquer coisa que lhes arranca um sorriso e uma multa de estacionamento muito menos. Como acho que faço parte deste grupo, não me vou alongar. A noite já vai longa para catarses.

Por último, há que referir ainda os "sorrisos amarelos", e são tantos os que andam por aí. Este grupo geralmente oscila entre o "sorriso amarelo" e a "tromba". São aquele tipo de pessoas que não se tem paciência para aturar, digo eu.

E com uma ligeira contração dos músculos faciais, mas sem ruído (sorriso), termino este post, pois o  dia mundial da contração dos músculos faciais, esboçando expressão alegre acompanhada por emissão de sons (riso), é só em Maio. 

=^.^=

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:45



"Espalhou-se logo a notícia de que uma cara nova se passeava pela marginal: uma senhora com o seu gatinho" [adaptado de Tchékhov].

Mais sobre mim

foto do autor