Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




por A senhora do gatinho, em 29.10.14

Atiram-se roupas e sapatos pela janela

Assim no geral, gosto de coisas bonitas e, em particular, de roupas e acessórios. Gosto de pesquisar as tendências, experimentar e trazer para casa. E é aí mesmo que reside o problema. Apaixono-me com extrema facilidade (ainda estou a falar de roupas), especialmente nos saldos. Daí até ficar com a carteira mais leve e a casa atulhada de coisas, é um instantinho.

Tudo isto é muito bonito até à hora de substituir as roupas de Primavera/Verão pelas de Outono/Inverno (bem mais volumosas), em que basicamente tenho vontade de atirar tudo pela janela e começar de novo (as compras, claro), mas de uma forma MUITO mais selectiva.

Por exemplo as botas. A-D-O-R-O botas, aliás, é o que me faz suportar os dias de nevoeiro e chuva, muito comuns por estes lados. Mas já experimentaram arrumar galochas num roupeiro normaleco? Ah pois é, naquela prateleira de baixo, que habitualmente se destina aos sapatos, é impossível pôr umas galochas de pé. Se as colocarmos deitadas ocupam metade do armário e se as mantivermos nas caixas, ao pé da restante roupa, nem vai dar vontade de usar, ao pensar na desarrumação  de  cada vez que se for tirar uma das caixas. Como devem compreender (mulheres, conto com a vossa solidariedade neste tema), não estou a falar de uma caixinha com um par de galochas, mas de toda uma coleção: galochas de cano alto, galochas de cano médio, e de cano baixo também (sim, tudo é possível no mundo da moda), botas e botins, altos, baixos, com pêlo, sem pêlo, às flores, com brilhantes, etc., etc.. Quanto a malas, sacos, carteiras (o que queiram chamar), não me apetece falar. Chibatadas para mim.

Como para tudo nesta vida há solução, neste caso (bicudo) ela estaria num walk-in closet. Como este:

ebb9e6a7.jpg

Pronto, até podia ser mais pequenino, tipo o da Carrie Bradshaw (já agora, com muitas das suas roupas e sapatos lá dentro). 

Carries_Apartment_Closet.png

Mas isso implicaria mudar de casa.

Assim sendo, e por mais um ano, avizinham-se dias difíceis com uma dura batalha entre a senhora do gatinho, o roupeiro e o próprio gatinho (neste caso gatinha), que delira com armários abertos e roupas de lã.

No final ficará mais ou menos assim:

fotografia.JPG

Pelo menos alguém sairá feliz desta história.

(todas as imagens foram retiradas da net)

=^.^=

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:53


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



"Espalhou-se logo a notícia de que uma cara nova se passeava pela marginal: uma senhora com o seu gatinho" [adaptado de Tchékhov].

Mais sobre mim

foto do autor






subscrever feeds