Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




por A senhora do gatinho, em 05.09.14

Eu, senhora idosa e ultraconservadora do tempo de Salazar, me confesso

O meu primo mais novo tem 17 aninhos, acabadinhos de fazer, ou seja, é praticamente um bebé. Parece que foi ontem que o vi pela primeira vez, ainda roxinho, no hospital. Troquei-lhe algumas fraldas (cofesso que poucas, que não sou muito dada a essas coisas), mas fartei-me de brincar com ele, com bolas, bonecos, depois patins, bicicleta. Exactamente isso, brincar, jogar à bola, ver desenhos animados, que era o que ele fazia até há pouco tempo. Agora, vejo-o atrelado a uma miúda. Pior, essa miúda fica de noite em casa dele, no quarto dele, na cama dele! A minha tia, mãe da criatura, e que me mudou as fraldas a mim, mas que é, com toda a certeza, pessoa muito mais "à frente" do que eu, diz "hoje em dia é normal, ele dorme com ela na casa dos pais dela e ela também vem cá para casa dormir, eu não me importo, eles é que sabem".  Eles é que sabem?! WTF??? Então, dei por mim a proferir frases como "ele é tão novinho" (e ela também, mas neste caso concentrei-me nele, que é quem conheço); "não é demasiado cedo?"; "ele não tem idade para uma relação tão séria" (melhor dizendo, íntima - bebés, hellooooooo!) ou, pior, "ele está é na idade de estudar", tudo frases que, ainda há bem pouco tempo, eu abominava.

Resumindo, se eu fosse mãe de um adolescente, seria uma chata do pior, muito, muito pior do que aquilo que os meus pais foram comigo há uns anos atrás.

Ainda bem que a minha gata não me dá destas preocupações.

=^.^=

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:51


3 comentários

De marrocoseodestino a 10.09.2014 às 18:29

Sou mãe de uma de 23 e confesso que dou muita liberdade, pois sempre a mereceu, mas dormir cá em casa algum namorado é que não.
Há uns tempos em conversa com uma amiga ela dizia "ah quando o meu tiver namorada perfiro que dorma em casa com ela do que andarem por ai no carro ou sabe-se lá onde".
Nã, nã para mim que até sou bem liberal não vou nessa. É uma questão de respeito.
Boa semana

Comentar post



"Espalhou-se logo a notícia de que uma cara nova se passeava pela marginal: uma senhora com o seu gatinho" [adaptado de Tchékhov].

Mais sobre mim

foto do autor