Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




por A senhora do gatinho, em 23.01.15

Já sei o que é ser mãe, a minha gata está com o cio

Não comecem a inventar coisas estranhas que a senhora do gatinho explica.

 

Sinto-me exausta, se dormi uma hora na noite passada foi muito. Pequena Olívia gritou toda a noite, acho que até ladrou (o que é muito estranho para uma gata, eu sei). Quando lhe pegava ao colo e embalava (ok, ela não é um bebé humano - e pelos vistos, apesar de pequenina, já nem é uma gata bebé -, nem sou daquelas mulheres sem filhos que tentam transformar os gatos em bebés - também se fosse não admitia - mas tive de experimentar de tudo) parava por uns momentos até voltar a grunhir. Depois pulava para o chão e ia direitinha às portas raspar as unhas, assim como se não houvesse amanhã (um extra que os bebés humanos não fazem, julgo eu). E o ritual repetiu-se vezes sem conta, berros, colo, embalar, chão, raspar unhas...  

Há poucos minutos já começou a afinar as cordas vocais para a round two. Mais uma noite que promete (temo pela próxima vez em que a vizinha de baixo me apanhar no elevador).

 

Uma coisa positiva disto tudo (segundo dizem os entendidos, temos sempre que ver o lado positivo) é que já tenho uma noção do que é ser uma mãe mal humorada dormida. Por isso, não me voltem com conversas do tipo "Ah e tal que se fosses mãe é que ias saber o que é passar noites em claro". Pois que já sei. 

=^.^= 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:46


1 comentário

De Isa a 24.01.2015 às 17:41

Tenho um remédio santo para essas noites, chama-se tampões para os ouvidos.. é isso ou levar a noite toda a acordar com os miados e as arranhadelas nas portas. Ainda não ganhei coragem para fazer a "maldade" ao bicho e tem mesmo que ser, já vai com dois anos :(

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



"Espalhou-se logo a notícia de que uma cara nova se passeava pela marginal: uma senhora com o seu gatinho" [adaptado de Tchékhov].

Mais sobre mim

foto do autor






subscrever feeds